Ticker

4/random/post-list

728x90-adsense-duduallo.com.br

O que são extraterrestres?

A origem da palavra extraterrestre é Extra + terrestre. Que tem sua origem fora do planeta Terra. Extraterrestre é sinônimo de: alienígena, extraterreno

Alienígena; ser ou aquilo que se origina fora da Terra. Extraterreno; o que se localiza fora da atmosfera terrestre.



Na maioria das religiões mundiais, uma rápida aparição de um alienígena não soaria, pelo menos superficialmente, particularmente estranha. Ocorrências incomuns são meio vitais para o negócio como um todo. E os adeptos de ambos os campos — observadores de OVNIs e religiosos — sabem o que significa acreditar em certas coisas mesmo contra as probabilidades.

Religiões

Em muitas espiritualidades indígenas, por exemplo, extraterrestres, muitas vezes chamados de “povos das estrelas”, existem e são até ancestrais de certas tribos da Terra. Mesmo em certas espiritualidades indígenas ocidentais, como os irlandeses pré-cristãos, por exemplo, extraterrestres vieram das nuvens e forneceram aos seres humanos conhecimento sobre como viver.

 Em 1891, o Papa Leão XIII estabeleceu um observatório espacial para estudar “objetos voadores inexplicáveis”.

O budismo também faz referência à existência de outros mundos. É óbvio que a maioria das religiões e espiritualidades consideraram a existência de seres de outros mundos. Na verdade, não é novidade.

A maioria das religiões historicamente é bastante focada neste planeta, e muitas o conceberam como o centro do universo — se não literalmente, pelo menos efetivamente — então essa não é uma questão que as pessoas gastaram muito tempo escrevendo sobre, embora eu tenha certeza de que as pessoas se perguntam a respeito.

Como a maioria das religiões é complexa, não é possível perguntar qual é a mais “amigável” para uma ideia como a vida extraterrestre. Encontramos pensadores em várias tradições cujo pensamento pode não ter abordado especificamente essa questão, mas suspeitamos que eles teriam tido poucos problemas em aceitar a possibilidade de vida extraterrestre.

Na tradição islâmica, por exemplo, o grande filósofo místico do século 12 e 13 Ibn al-‘Arabi provavelmente ficaria muito à vontade com a teoria contemporânea em cosmologia física de que nosso próprio universo pode muito bem ser apenas um dos múltiplos universos, provavelmente ocupando múltiplos e diferentes dimensões de tempo e espaço. E já que você consegue aceitar algo tão estranho quanto isso, imaginar vida extraterrestre deve ser fácil.

Os cristãos sustentam que as pessoas que cometeram erros morais precisam desesperadamente de salvação divina. A boa notícia é que, por graça, Deus salvará muitos pecadores humanos. Os cristãos também acreditam que Jesus Cristo desempenha um papel essencial na obra terrestre de salvação de Deus: Jesus era uma encarnação divina cuja expiação  acabaria reconciliando muitos pecadores humanos com Deus.

Agora imagine que o universo está repleto de outras civilizações inteligentes. O que um crente cristão deveria dizer? Afirmar que Cristo morreu apenas por nós, enquanto o resto do universo está ferrado, seria incompatível com o amor de Deus.

Se, no entanto, Jesus terrestre morresse por todo o universo, incluindo inúmeros pecadores extraterrestres, teríamos de aceitar um geocentrismo ainda mais absurdo do que a variante espacial.

Também não há uma saída sugerindo que outras espécies inteligentes podem não ser “caídas”. Essa proposta equivale a um excepcionalismo humano negativo que é totalmente inacreditável, dado que as espécies exóticas estão sujeitas aos mesmos mecanismos evolutivos gerais que nós. A seleção natural favorece traços “egoístas”.

E as múltiplas encarnações? Aqui outra dificuldade da doutrina cristã tradicional entra em jogo: Cristo tem duas naturezas — ele é “verdadeiramente Deus e verdadeiramente homem”. Mas como os membros de espécies biológicas completamente diferentes devem permanecer em um relacionamento de identidade pessoal?

Postar um comentário

0 Comentários