Ticker

4/random/post-list

728x90-adsense-duduallo.com.br

Anunnakis - A origem da humanidade

Os Anunnakis (Anunáqui) chamavam ao ser criado nos laboratórios, de LU.LU (trabalhador primitivo). Era um ser híbrido, uma mistura de Homo erectus com Anunnaki, feito sob medida para suportar o trabalho pesado nas minas de Ouro. Foi criado para substituir os próprios Anunnaki nessa função que desempenharam eles mesmos, por 40 Shars (144 mil anos). Seguindo uma linha de raciocínio, e verificando as datas arqueológicas que apontam o aparecimento da nova espécie na Terra, e cruzando com os estudos de Zecharia Sitchin, concluí que esse LULU era o Homem de Neanderthal, ou Homo sapiens como estipula o meio científico, e não o Homem de Cro-Magnon como sugerem alguns estudiosos. Há obviamente controvérsias, existem outros tipos de Homens primitivos que eram contemporâneos dos Neanderthais há 200, 300 mil anos, mas vamos definir por ora que o ser criado em laboratório era algo como o Neanderthal!


Então vamos aos detalhes: O Homem de Neanderthal, muito mais robusto e grosseiro que o Homem de Cro-Magnon, se encaixa perfeitamente no biotipo que os Anunnaki estavam buscando. Esse homem, criado por engenharia genética, é o Adão bíblico do início do Gênesis. É o Adão que foi posto no Jardim do Éden para trabalhar nele. Os textos sumérios o chamam de Adamu.

O Homem de Cro-Magnon, um Ser mais aprimorado, e mais delicado fisicamente, era também muito mais inteligente, e já possuia atributos de homem civilizado, enterrando os seu mortos, e conduzindo rituais religiosos. É o Adão bíblico, a partir do Capítulo 4, do Gênesis, quando se começa a falar de Caim e Abel. Nos textos sumérios, o chamam de Adapa. Ele não foi criado em laboratório, mas surgiu naturalmente a partir do relacionamento sexual entre um Anunnaki (Enki) e uma fêmea Neanderthal.

Por muitos anos, os dois tipos de homem conviveram na Terra, até que há mais ou menos 35.000 anos atrás, o Homem de Neanderthal desapareceu misteriosamente!… Há muitas teorias para esse desaparecimento, e uma aposta minha, é o extermínio proposital executado pelos Anunnaki, para impedir que os Cro-Magnons se cruzassem com o Neanderthal, fazendo regredir a espécie mais avançada que havia surgido. Há inclusive evidências de crânios de Neanderthais, que parecem ter sofrido ferimento a bala. Por enquanto é especulação, mas dá o que pensar!

Os Neanderthais cumpriram a sua missão nas minas de Ouro, e em todo tipo de trabalho pesado. Os Cro-Magnons também trabalhavam duro, mas suas funções eram diferentes. Cultivavam a terra, criavam gado, limpavam os templos e cuidavam dos deuses, alguns eram escribas, e até sacerdotes. Do cruzamento dessa espécie com os Anunnaki, surgiu o Homem Moderno. Agora já estamos falando do Noé bíblico, conhecido nos textos mesopotâmicos como Ziusudra.

Após o Dilúvio, os Anunnaki refletiram sobre sua missão neste planeta, a princípio em busca do Ouro para salvar a atmosfera do planeta de origem deles, Nibiru. E também refletiram sobre o propósito da criação do homem. A partir daí, eles começariam a preparar os terrestres para herdar a Terra.

Dividiram as terras por regiões habitáveis, construíram cidades para os homens, ungiram reis para representar o povo perante os Anunnaki, deram leis cívicas e morais, que mais tarde foram interpretadas como sendo leis religiosas.

Ensinaram tudo que o homem precisava para seguir em frente: Matemática, Geometria, Medicina, Música, Esportes, Literatura, Direito, Artes… Deram noções profundas de higiene pessoal e saneamento básico para as cidades, lições de comércio, trocas e vendas, leis de casamento e de divóricio, leis de amparo ao órfão, etc., etc., etc…

O Homem Moderno, já não era mais um LULU. Era coadjuvante em todos os acontecimentos no Planeta Terra. Era rei, sacerdote, professor, pai de família, soldado, general. Lutava ao lado dos Anunnaki, nas guerras provocadas ora pelos deuses, ora pelos homens. Alguns homens achavam que não precisavam mais dos deuses, e resolveram enfrentá-los, invadindo os territórios sagrados, sagrados porque eram domínio apenas dos Anunnaki, como por exemplo, o Espaçoporto no Sinai… Os deuses tentaram parar a insurgência com métodos bastante violentos, lançando as Armas de Terror (talvez bombas nucleares), sobre as cidades “pecadoras”. Vemos como exemplo, as cidades de Sodoma e Gomorra, citadas na bíblia, e Mohenjo-daro nas lendas hindus.

Esse episódio de revolta e castigo, pôs fim na Civilização Suméria, e também na vontade dos deuses, de continuarem ao nosso lado. Muitos partiram, indo embora da Terra. Alguns ficaram e continuaram, como Marduk, que tinha laços estreitos com a humanidade terrestre, chegando mesmo a se casar com uma mulher da Terra, uma Cro-Magnon. Ela era Sarpanit, a filha de Enkime, o Enoch bíblico. Mas outros também se casaram com mulheres da Terra, e já não se pode mais dizer que as gerações advindas desses relacionamentos, são as mesmas gerações de trabalhadores primitivos, os primordiais LULUs.

Os Anunnaki, nos deram liberdade pra nos desenvolver sozinhos, mas prometeram voltar. Alguns continuam por aqui, monitorando tudo, e nos observando. Calma!

Postar um comentário

0 Comentários