Ticker

4/random/post-list

Segredos do Paralelo 33

 “E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás.” – Lucas 4:6-8



A história do mundo não é linear, tudo é manipulado de acordo com os interesses das sociedades secretas, mas o tempo pouco importa, o certo é que o plano global de dominação vai se concretizando, sendo linear ou não, se importando o tempo ou não, tudo vai acontecendo no decorrer da história, planejado anteriormente, e os segredos em nosso mundo são muitos, vamos falar um pouco de um deles, o do Paralelo 33, note que é uma visão quase linear no tempo, porque o tempo pouco importa. O Paralelo 33 norte, que abrange grande parte das terras emersas, tem sido objeto de guerras de conquista através de toda a História conhecida das civilizações. Em 1782, o Olho da Providência foi adotado como parte do simbolismo no verso do Grande selo dos Estados Unidos da América. O Olho foi introduzido pelo comitê original do projeto em 1776, e foi desenvolvido de acordo com as sugestões do consultor artístico Pierre Eugene du Simitiere. Um dos principais motivos é sua larga adoção pela Maçonaria e, sendo maçons, os legisladores estadunidenses difundiram o seu uso. No selo, o Olho é cercado pelas palavras Annuit cœptis, querendo dizer “Ele [o Olho da Providência] é favorável aos nossos empreendimentos”. O Olho está posicionado acima de uma pirâmide inacabada com treze degraus, representando as treze famílias que compõem a Elite Global, origem dos treze estados e o crescimento desse futuro País que surgia. A combinação sugerida seria a de que o Olho favorece a prosperidade dos Estados Unidos. O Grande Selo é usado para endossar documentos oficiais dos Estados Unidos. Como tal, é reproduzido, junto com o Olho da Providência, nas costas de cada nota de 1 dólar. Roosevelt foi sucedido em abril de 1945 por outro maçom de grau 33 Harry S. Truman. (O “S.” supostamente representava Salomão.) Em 16 de julho do mesmo ano, o primeiro dispositivo supostamente atômico – o Gadget, como era chamado – foi detonado em Trinity, Novo México: 33 graus, 41 minutos da latitude Norte. Alguns exploradores espanhóis originalmente chamavam esta área de “La Jornada del Muerto”, ou “The Journey of the Dead”, mas agora o local é marcado por um obelisco de pedra pequena erguido 20 anos ou mais depois da explosão da Trinity. Em 12 de abril de 1945, o presidente Franklin D. Roosevelt teve sua “morte súbita” com uma hemorragia cerebral, em Warm Springs, Geórgia, situada no Paralelo 33. Suas últimas palavras foram: “Estou com uma dor de cabeça terrível.” Os registros médicos dele desapareceram. Semanas mais tarde, a suposta bomba nuclear foi lançada sobre Nagasaki, uma cidade japonesa situada no Paralelo 33! A Experiência “Trinity” foi supostamente o primeiro teste nuclear da história, conduzido pelos Estados Unidos da América em 16 de Julho de 1945, na localização 33°40'38?N, 106°28'32?W, a 48 km de Socorro, no que é hoje o Campo de Teste de Mísseis de White Sands, perto de Alamogordo (Novo México). Foi um teste supostamente de uma bomba de plutónio de implosão, supostamente o mesmo tipo de arma usada posteriormente em Nagasaki (Japão). A detonação foi equivalente à explosão de cerca de 20 kt (quiloton) de TNT, e é considerada como o marco do início da chamada Era Atómica que eu considero a (Era da Farsa) já que bombas nucleares nunca existiram. Poucas semanas depois da Experiência “Trinity” o 33º presidente dos Estados Unidos ordenou a aniquilação de duas cidades japonesas com as supostas bombas nucleares lançadas a partir de bombardeiros B-29. O paralelo 33 está exatamente entre Hiroshima e Nagasaki. Por fim, acredito que os antigos descobriram uma espécie de linha de energia correspondente a esta latitude, e os templos construídos e cidades sagradas, a fim de utilizar esta energia terrestre. Ou talvez o significado numerológico e maçônico de 33 ditou que os monumentos a esse número sagrado seriam erigidos como um sinal para as futuras gerações. Seja qual for a razão, o paralelo 33 é um caminho de poder em todo o globo, um circuito que liga o tempo e o espaço, a fim de revitalizar o dínamo de um mistério que só agora está começando a aparecer. Esta é uma visão quase linear de uma estratégia bem organizada para a conquista do Paralelo 33 e do mundo. Mas a História não é linear.

Postar um comentário

0 Comentários