Ticker

4/random/post-list

Adrenochrome - O Soro Secreto da Imortalidade dos Illuminati

 Desde a mais remota antiguidade, os sacrifícios humanos são praticados para a obtenção do Adrenochrome (além do sangue derramado através de uma secção da jugular). Entre os maias da América Central, por exemplo, era conhecido como ch’luel. Quanto maior o terror e medo impõe-se à vítima, mais o sangue produzirá o tal “ouro” dos vampiros, uma espécie de “elixir da longa vida” dos Illuminati. Quanto maior o sofrimento e dor, mais o corpo inunda-se de adrenalina e, por conseguinte, de seus subprodutos e força vital.




O que exatamente é Adrenochrome ? Em termos científicos, é uma substância química que é produzida no corpo humano quando a adrenalina [também conhecida como epinefrina] se oxida. Como o químico é extraído? Uma vítima em potencial é aterrorizada, aumentando assim a quantidade de adrenalina que flui através de seu corpo. Eles são mortos e o adrenocromo é coletado com uma agulha e uma seringa da base da nuca e da coluna vertebral . Uma vez coletado, o produto químico pode ser vendido no mercado negro a preços exorbitantes. O que torna o adrenocromo tão valioso? Tem propriedades psicoativas e pode ser usado como uma droga de controle mental. Também pode ser consumido para dar a alguém uma "adrenalina alta". Quem desejaria adrenocromo? Alguns membros da elite já foram encontrados com uma mala cheia de pacotes de sangue carregado de Adrenochrome. Diversos burocratas de alto nível e os senhores do mundo carregam pelo menos 2 litros do próprio sangue carregado de Adrenochrome em todos os momentos. Além do controle mental e das propriedades eufóricas, o que mais o Adrenochrome pode fazer? Alguns acreditam que consumir o sangue de uma criatura viva rouba sua “força vital” e a transfere para o bebedor. Além de “vampiros”, muitos cultos [satânicos e outros] são conhecidos por beber sangue humano [os Illuminati se classificariam no topo da lista]. Os membros dos Illuminati gostam de beber o sangue de suas vítimas humanas porque a adrenalina liberada no sangue no momento da morte dá ao bebedor uma imediata reação psicótica. Alguns membros da elite se tornaram viciados em beber sangue humano e o levam consigo o tempo todo. Há um próspero mercado negro para a restauração de adrenocromo (composto produzido pela oxidação de adrenalina) aos membros dos Illuminati. O Adrenochrome é um composto químico com a fórmula molecular C9H9NO3 produzida pela oxidação da adrenalina. O adrenocromo é um metabólito da adrenalina que foi investigado em vários estudos das décadas de 50 e 60. Supõe-se que cause transtornos mentais, e euforia. O efeito foi descoberto pela administração em excesso de um composto contendo Adrenochrome e adrenalina. Abram Hoffer e Humphry Osmond consideram o efeito semelhante ao LSD e à mescalina (psicodélico). O efeito alucinógeno de adrenocromo poderia durar semanas ou levar a flashbacks e seria acompanhado por reações paranóide-depressivas. Em nossa modernidade, o adrenocromo ganhou popularidade com o escritor Aldous Huxley, em The Doors of Perception (“As Portas da Percepção”), em que ele descreve a tal substância como um composto derivado da adrenalina que pode provocar efeitos semelhantes aos observados nos casos de intoxicação por mescalina. O livro de Hunter S. Thompson "Medo e Repulsa em Las Vegas" afirma que o adrenocromo é obtido da glândula supra-renal de seres humanos vivos. Muitas vezes é falsamente relatado que ele diria no livro que é obtido a partir da glândula adrenal humana, mas isso só é reproduzido na versão cinematográfica.

Postar um comentário

0 Comentários